Venerável Pio Bruno Lanteri – Portuguese

Há cerca de duzentos anos, o Venerável Pio Bruno Lanteri (1759-1830), serviu à Igreja na região do Piemonte, no norte da Itália. Era uma época turbulenta, tanto na sociedade secular quanto na Igreja. A Revolução Francesa tinha difundido um espírito anticristão em muitas partes da Europa que procurava minar a autoridade do Santo Padre. Além disso, os membros da Igreja tiveram que lidar com a heresia jansenista que obscurecia a verdade do amor de Deus.

Foi neste contexto que o jovem Lanteri conheceu o sacerdote jesuíta, Padre Nikolaus von Diessbach. Sob a direção de Diessbach, Lanteri fez os Exercícios Espirituais de Santo Inácio e teve uma profunda experiência da infinita misericórdia de Deus. Lanteri se tornou um testemunho ardente da misericórdia de Deus através de intensos e variados apostolados como sacerdote diocesano em Turim. Pregou os Exercícios Espirituais e as missões populares, ofereceu direção espiritual e confissão, fez circular livros católicos, apoiou associações leigas e sacerdotais, e prestou verdadeiros cuidados aos necessitados. Em tudo isso, ele sempre teve o cuidado de guiar as pessoas com caridade. Lanteri sempre ressaltou a fidelidade à Igreja – manifesta num afeto particular e numa adesão inabalável ao Santo Padre – e o afeto filial à Virgem Maria como luzes seguras para orientar ao longo do caminho da santidade.

Foi central para o apostolado do Padre Lanteri sua colaboração com certos grupos chamados Amicizia Cristiana (Amizade Cristã) e Amicizia Sacerdotale (Amizade Sacerdotal), fundados pelo Padre von Diessbach. As Amicizie, algo novo para aqueles tempos, eram grupos de leigos e sacerdotes comprometidos com uma vida espiritual séria e com o impacto na cultura através da circulação de livros católicos. O Padre Lanteri guiou e acompanhou esses grupos por muitos anos.

Em 1814, três padres zelosos vieram ao Padre Lanteri para solicitar orientação na formação de uma fraternidade dedicada a pregar retiros e reavivar a Igreja. O Padre Lanteri confiou o grupo à Virgem Maria, a quem ele sempre chamou de sua Fundadora e Mestra. A nova Congregação recebeu a aprovação diocesana em 1816. Os Oblatos continuaram seu importante ministério ao longo dos anos, mesmo tendo que se dissolver temporariamente devido à desaprovação de um bispo local. A Congregação encontrou maior estabilidade e nova vida quando veio a aprovação pontifícia, conferida pelo Papa Leão XII em 1º de setembro de 1826. O Pe. Lanteri morreu quatro anos mais tarde em 5 de agosto de 1830 e foi declarado Venerável por São Paulo VI em 1965. Nosso fundador é agora conhecido como Venerável Pio Bruno Lanteri e atualmente os Oblatos se dedicam em a fim de promovê-lo esperando ver um dia, para o louvor da glória de Deus, sua beatificação e canonização.

Para saber mais clique em um dos seguintes links e veja o documentário sobre a vida do Venerável Lanteri:

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google